quinta-feira, 22 de maio de 2008

Cotidiano! (não leia)

Bateu uma vontade de escrever sobre mim. Vou falar de ontem porque hoje é um daqueles feriados tediosos e inertes.

Saindo do colégio, desci lá no Universitário e me encontrei com a Camila que acabou me preguntando se eu sabia que o Zineu chegaria no mesmo dia. Eu respondi que não e ela ficou falando enrolado sobre ir na casa da Raquel, aparentemente por não ter certeza se deveria comentar aquilo comigo. Anyway, ela consertou dizendo que não tinha certeza e que me ligaria pra confirmar.

Cheguei em casa a tempo de almoçar pra ir à aula expositiva da tarde, lá na barragem. Ouvimos um monte de coisa e ficamos num sol do caralho. Peguei carona de volta com a Vivian, e o Toshio veio comigo e ficou aqui em casa. Estávamos combinando junto com o Gabriel no MSN, de fazer um churrasco mais à noite. Estava tudo certo até o Danniel me lembrar da ida à Raquel. Ele não estava muito confiante se era pra ele ir, assim como eu também não estava sobre mim e fiquei indeciso. Liguei pra Lika e ela inutilmente tentou me convencer que isso não tinha nada a ver mas... bem, se não chamou, não era pra ir. Não há quem me tire da cabeça que não era pra eu ter ido, mas eu fui e confesso que fui por que eu estava com fome.

Chegando à casa da Raquel, as garotas estavam todas lá no quarto e o Zineu ainda não tinha chego. Cumprimentei uma a uma e fiquei na sacada olhando o nada a troco de nada. Estava refletindo se era certo estar alí. O Zineu chegou e há algumas quadras de distância, dava pra se ouvir um dos gritos de alegria por sua chegada.
Fomos para a copa comer torta e eu ocupei minha vista com a Folha de Londrina para não ficar com nojo e vomitar meu alimento.

O Danniel chegou e tive alguém pra ficar conversando. Depois fomos pra sala e ligaram um DVD de uma dessas bandas japonesas padronizadas da cultura de massa que, devo observar, o primeiro live com playback que já vi na vida. Acho que se tratava mais de um show de coreografias do que de música, dada a qualidade musical em comparação com a enfatização das roupas e danças.

Passou o tempo e fomos embora. Dormi na casa do Danniel por que estava sem condução e com preguiça de voltar pelas canelas.

Hoje, novamente a sensação de que não deveria ir a um lugar. Mas dessa vez não fui mesmo. Na casa da Cintia, namorada do meu irmão, está tendo uma festa de aniversário de sei-la-quem que meus pais foram convidados mas me colocaram no lugar. Bem, como ninguém chamou, não fui. Pena que fiquei sabendo que tinha comida japonesa. Odeio perder comida, ainda mais japonesa.

Um grande abraço :)

----------------
Now playing: Sonata Arctica - They Follow

3 comentários:

nARY disse...

nossa, gosto de comida japonesa também!
AHEIAEHIIAHEIHAIOHAEAEJOIJAEPOQ
falando nisso, vamos fazer sushi semana que veem?
beeijo loki ;@

Likaaa* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cami Pereira disse...

harem m*