sábado, 21 de julho de 2007

Transformers e o Luto Nacional (?!)

Música do dia: Hotel Dusk: Room 215 - Dream's End

Cá estou novamente.
Depois de alguns dias sem assunto, ou simplesmente sem disposição para postar, hoje volto porque não quero acumular assunto.
Vou dar uma "enxugada" mesmo assim.

Ontem, finalmente fui assistir Transformers. Perdi estréia mas não o filme.
Antes de fazer a minha crítica, andei lendo algumas outras críticas na internet, principalmente em sites americanos, e percebi que os jornalistas afora estão mais preocupados em fazer birra e não crítica. Os tais críticos estão aderindo à moda de falar mais mal porque rende mais "ibope". Grande jornalismo.
Até mesmo no famoso The New York Times, encontrei coisas infantis. Críticas de adolescente mimado, credo.
Aliás, o povo norte-americano é um povo um tanto quanto peculiar. Nenhum povo é melhor pra rir de si mesmo quanto o povo norte-americano.
O filme é ótimo dentro do que se enquadra. A história já estava pronta, é baseada em um desenho que foi sucesso na década de 80.
Hoje a crítica nem vai para o filme, e sim pros críticos.
Basicamente, o filme estava ótimo em efeitos visuais e quanto à história...bem, não é culpa de quem produziu o filme.

É claro que eu acho que Michael Bay e Steven Spielberg conseguem transformar até Xuxa e os Duendes em um filme assistível.
Deixando de lado minha opinião pessoal, vamos à minha opinião crítica.
Tratando-se de um filme baseado em uma história clássica e rústica, não deveria se esperar muito da HISTÓRIA do filme, não?! Claro que faz parte da análise crítica, tópicos como arte, trilha sonora e história pesa pra cacete mas vamos aos fatos.
A maior parte dos criticos americanos e uma bela parte dos nacionais atacaram o filme pela história apenas e pouquíssimos lembraram de falar: "Ah, a arte tava boa". Me pareceu até que alguns tinham richas pessoais com o Michael Bay, tá triste a coisa.

O mundo evolui, certo? As histórias antigas de desenhos animados não eram plausíveis para a exigência contemporânea. Então o que estaria nas mãos de um diretor? Usar a história fraca e transformar em algo moderno mas sem deixar passar os detalhes de uma história clássica.
Como um apaixonado por filmes antigos, posso dizer que o filme estava perfeitamente adequado. Me senti assistindo um Back to the Future com tecnologia visual atual. Todos os detalhezinhos que fazem um filme parecer um épico da década de 80 estavam presentes. As críticas americanas sobre a história deveriam ser usadas na época de 80 e não agora, o filme é baseado em um CLÁSSICO. Tenho certeza que entenderam, apenas estão aderindo à modinha do falar mal.
As críticas atuais de Transformers estão uma bosta.
Prefiro parar por aqui sobre isso, cansei desse jornalismo de tolo que domina o mundo atual.
E falando em jornalismo-fantástico, vamos ver o que temos no Brasil. O avião da Tam.

Pessoas morrem de fome todos os dias e não temos ninguém com luto eterno no MSN e orkut por causa disso. O avião foi uma tragédia? Ora, quer tragédia pior que pessoas morrendo de fome? Ainda mais que avião caindo temos a todo momento, será que as pessoas não se acostumaram com tragédias? O sensacionalismo da mídia cria cidadãos ignorantes como os que vejo hoje. Eu não sou um sem-coração e não estou feliz por terem morrido tantos passageiros, mas o que leva alguém a se julgar em luto se não conhecia sequer uma pessoa do acidente? A resposta eu sei, o que os leva a fazer isso é este maldito sensacionalismo que faz com que um suspiro vire um vendaval. Ou então, a simples vontade de mostrar a falsa piedade oculta em seus coraçõenzinhos. Pessoas morrem por coisas muito mais dolorosas a cada vez que respiramos. Fome, doenças, assassinatos. Luto justamente por causa disso? De um acidente?? Ah, poupe-me de tanta ignorância!

3 comentários:

Lika :] disse...

Moço, vc escreve bem, já te disse né..
Transformers é mó bom! (opinião de leigo é foda, de repórter sensacionalista é pior ainda >XD)
Hehe :]
Passando pra dar uma olhadinha o/
ehe
beijo!
;*

mariana disse...

ele é MEU irmão.
desculpa ai se ele escreve muito bem ç.ç
um dia serei uma boa leitora e uma boa crítica, assim como meu imãozinho. :DD
e eu concordo com tudo o que ele disse sobre o avião da tam, literalmente.
poderia ter escrito mais. *-* seu chato. :3
aaaaah. que lindo. MEU irmão.
quando eu tiver 17 pra 18 anos, vou estar igual :)
mas não vou judiar da minha irmã mais nova. :\ aaiheioahioehi.
te amo, bruno :*

Mari. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.